Esse é o segundo episódio do projeto REVOAL, revisando em voz alta o livro Sonho Grande.

Se você não escutou a primeira parte, recomendamos muito que escute, já que tem um prefácio fora da curva de outros livros, escrito por Jim Collins.

Nessa segunda parte é falado sobre os dois primeiros capítulos do livro, onde relata as principais aquisições de empresas e a história de Jorge Paulo Lemann.

Escuta o podcast e deixe seu comentário abaixo 😉

 

Foram capturados 7 insights durante esse episódio:

  • “Custo alto sempre foi sinônimo de pecado,custo é igual a unha, tem que estar sempre cortando.”
  • “Aqui as pessoas tomam mais riscos e sonham grande, porque sabem que não vão ser crucificadas se alguma coisa der errado, desde que sigam o que foi planejado em conjunto.”
  • “Ter um sonho grande dá o mesmo trabalho que um sonho pequeno.”
  • “O que ele aprendeu em Harvard foi a importância de escolha de gente.”
  • “Reduzir tudo ao simples, ao essencial.”
  • “Tão importante quanto cuidar das receitas, é cuidar das despesas.”
  • “Gente boa trabalhando junto faz a firma grande.”

Bem-vindo ao primeiro episódio do projeto REVOAL!

A primeira revisão em voz alta é do livro Sonho Grande, de autoria da Cristiane Correa.

O livro conta a história de como Jorge Paulo Lemann, Marcel Telles e Beto Sicupira construiram um império no Brasil e ficaram conhecidos mundialmente.

Esse episódio é uma revisão do prefácio do livro, escrito por Jim Collins, que por si só passa um grande conteúdo antes do próprio conteúdo do livro.

Aperta o play e confira por si só os insights presentes 😉

 

Foram capturados 7 insights durante esse episódio:

  • “Não dizer o que tem que ser feito, mas criar uma organização que é capaz de dizer o que tem que ser feito. Se você quer uma empresa que se perpetue, ela precisa não depender de você.”
  • “Todo mundo precisa de um mentor.”
  • “O juízo de valor é um julgamento em relação a valores, e os valores mudam com o tempo.”
  • “Não basta apenas atrair os talentos, tem que conservar eles por muito tempo.”
  • “Gente boa precisa de coisas grandes para fazer, se não leva sua energia criativa para outro lugar.”
  • “A cultura não é um apoio a estratégia, a cultura é a estratégia.”
  • “O conselho mede as coisas em décadas, não em trimestres.”

E aí :)

Para iniciar essa semana se inicia um novo projeto, o REVOALRevisão em Voz Alta.

Murilo vai escolher um livro interessante para fazer uma revisão com seu olhar e observações sobre determinadas partes livro. Cada parte será um novo episódio que você vai conferir aqui no Guncast.

Enfim, escuta o episódio que você vai entender completamente 😉

 

  • “Você pode ser criativo no como chegar, no método de chegar. E muitas vezes, ser criativo no método muda tudo.”
  • “Tem que ser diferente, mas tem que ser prático, se não, não tem continuidade e vira um negócio que começa e acaba.”

Sexta-Feira chegou, e mais um conteúdo interessantíssimo foi trazido diretamente para os seus ouvidos!

O episódio de hoje é o áudio da palestra Humor Aplicado apresentada no TEDxJardins.

Murilo mostra como o humor pode ser utilizado por qualquer pessoa que não é humorista como uma ferramenta para mudança de comportamento, entrega de conteúdo e desbloqueio da criatividade.

Confere aí 😉

 

Ah, e se você for mais visual, aqui está o TEDx no Youtube:

Esse episódio conta com a presença de um convidado, André Turton, fundador da Ekaut Cervejaria.

André conta para Murilo sobre como foi sair de uma grande rede que trabalhava, a Ambev, para abrir a sua própria empresa de cerveja artenesal, a Ekäut.

 

Nesse episódio, foram capturados 2 insights:

  • “O cabra só aguenta o hardwork se estiver conectado com que ele está afim”
  • “Tem muita gente com ideia boa, mas tirar a ideia do papel pra execução é difícil pra caramba.”

Oi! Vamos começar a semana com um bom bate-papo?

Nesse episódio, temos a participação da Daniela, e seu quase DaniCast, onde Murilo discorre sobre uma frase que veio de brincadeira, mas que foi possível aprodundar para gerar alguns insights;

Se fosse fácil, todo mundo seria Sabrina Sato.

Aperta o play aí, e tenha uma excelente semana 😉

 

Nesse episódio, foram capturados 2 insights:

“Não pode ser fácil, se não todo mundo faria.”
“O harwork tem que ter direção.”

Chegou mais um Guncast Sexta-Feirano ;))

Até sexta passada, foi disponibilizado em forma de podcast, todos os Talks do Harwork Papai II, caso você tenha perdido algum, clique aqui para deixar na fila!

E o conteúdo dessa sexta é a palestra que o Murilo deu no TEDx Fortaleza, Escolas Matam a Aprendizagem. Prepara sua mente para uma boa enxurrada de insights, e aperta o play!

 

Ah, e se você for mais visual, aqui está o TEDx no Youtube:

Consciência coletiva é o assunto que Murilo e seu pai, Seu Vital, discutiram durante o 178º episódio.

Dentro de poucos anos, tivemos drásticas mudanças no que era considerado normal para a sociedade que passou a ser estranho, absurdo e em alguns casos, proibido.

Aperta o play e acompanha esse papo 😉

 

Nesse episódio, foram capturados 3 insights:

  • “É engraçado como as coisas vão saindo do totalmente inaceitável para o totalmente aceitável, e vice-versa.”
  • “O normal vira estranho e o estranho vira normal. E nessa busca do novo normal, sempre tem as pessoas que vão liderar, que serão as pioneiras a propor o novo normal.”
  • “O consciente coletivo é a média da consciência individual dos seres que integram aquele contexto.”

E aí, como foi o seu fim de semana? :)

Nessa segunda, o episódio é sobre a estadia do Murilo e Dani no hotel Palácio Tangará, em São Paulo. Basedos em suas experiências, eles relatam sob a perspectiva da empatia pelo cliente.

 

Nesse episódio, foram capturados 4 insights:

  • “Grande parte da experiência é criada pelas pessoas que estão atendendo, as pessoas é que fazem a diferença.”
  • “Ter empatia é entender qual é o momento que as pessoas estão vivendo e se adequar à aquele momento.”
  • “É difícil ser perfeito quando se lida com pessoas.”
  • “Tudo que envolve pessoas requer monitoramento constante, treinamento constante, clareza constante, empatia constante.”

Esse é o último episódio do ciclo de bate-papos do Hardwork Papai II!

A partir da próxima sexta, você vai escutar o áudio de algum conteúdo interessante do canal do Murilo.

Igualmente aos Guncasts Sexta-Feiranos (gostou?), essa conversa com o Dado Schneider – que dava aula de criatividade na década de 90, e criador da marca Claro –  está recheada de insights.

 

Ah, e se você for mais visual, aqui está a entrevista no Youtube: