Pense como o Cérebro

Esse Cérebro que falo é o personagem do desenho. Acho que todo mundo conhece, né? O Cérebro é muito inteligente e faz parceria com o Pink, que é meio bobinho. Um tem várias ideias de dominar o mundo e o outro sempre atrapalha os planos.

O que isso tem a ver comigo? Na convenção da minha empresa, eu e minha equipe combinamos de nos “associar” a alguns personagens. Tem o exemplo do Hulk, ligado à transformação; e do Pink e Cérebro, que pensam grande.

Na Singularity, a escola da Nasa onde passei 10 semanas, eu fui muito transformado. Depois que voltei de lá, passei a pensar mais em coisas globais. No ano passado, por exemplo, palestrei na Argentina e em Nova York.

Um mindset Pink e Cérebro, por exemplo, não indica ser dono da loja, mas da rede. Outro exemplo são as camisas que distribui no Hardwork Papai, o evento off-line do meu curso online. Poderíamos entregá-las de forma simples, em cima do balcão e tal, mas criamos uma “fashion brand”.

Falando nisso, estamos articulando um negócio foda nessa área. Vai ser um lance de “content wear”, mas falo disso depois com detalhes, hehe. O fato é que quero e vai ser uma marca muito top. Vou fazer como uma Armani da vida faria.

Voltando ao Pink e Cérebro, no desenho as coisas nunca dão certo, mas eles gerenciam as frustrações. Os ratinhos não desistem, implementam planos diferentes e estão sempre focados no desafio de dominar o mundo.

Na minha realidade, pensar grande já é algo natural. Por isso, um dos meus sonhos é lançar um livro foda e quero que ele se torne best-seller mundial. Talvez não consiga, mas vou ficar muito feliz se me transformar em best-seller da Veja, por exemplo.

Resumindo tudo que falei: vale a pena pensar grande, desde que você gerencie bem suas frustrações. Mas se você pensa pequeno apenas para não se frustrar é porque está de brincadeira na tomateira.

Veja a abertura do desenho:

Ajude

Se vc gostou do meu podcast, deixe um review no iTunes.
Se vc gostou de ouvir podcasts em geral, indique para os seus amigos.

Insights

– O Pink e o Cérebro simbolizam um mindset de pensar grande;
– A gente sempre faz as coisas com pensamento grande;
– Não é ser dono da loja, mas ser dono da rede;
– Em vez de entregar camisa, criamos uma “fashion brand”;
– O Cérebro nunca repete seu plano;
– Muitas vezes vc não atinge o que queria, mas acaba alcançando algo foda.

Episódios Futuros

– Meu livro em 2016;
– Histórias sobre meu pai.

Participe

Comente este episódio.
Converse com outros ouvintes no grupo do Facebook: Clique aqui e faça parte do grupo GunCast

FALOU, PAPAI

Edição: Sancler Miranda
Produção: Renato Ribeiro

  • Grazyele Tiburcio

    É isso aí Murilo! Ansiosa pelo livro Life as a Service. Você tem alguma previsão?

  • Diego Canabrava

    Murilo, coloca a imagem dos podcast também na iTunes. Tomei a liberdade de editar um exemplo. abraço

  • Dayane Toledo

    Opa, Murilo! Ainda na mesma pauta de domingo (17/01) e fazendo um link com o podcast acima: eu não quero “apenas” entregar a água, o lance é conquistar o mundo e impactar com os talentos invisíveis. Topa colaborar com a expansão dos nichos, papai?!

    • Rafael Tenorio

      Vc trabalha com deposito de água é?

      • Dayane Toledo

        Ola, Rafael! Adorei o questionamento e retribuo com a seguinte pergunta:
        Vc acha mesmo que eu preciso ter um deposito de agua para cita-la nas minhas propostas? Sou farmacêutica e não trabalho em nenhum laboratorio de analises de agua! E você? O que faz?

  • Wellington Fernando da Costa

    Véi… Que sacada FodaRalho, assisti o Pink e o Cérebro minha infância toda e nunca tinha enxergado o cérebro por essa ótica.
    “O sucesso é ir de fracasso em fracasso sem perder o entusiasmo.”
    Vou até assistir alguns episódios no YouTube, #ChangeMindset…

  • João Jacques

    Show!

  • Edison Matos

    Show de bola! Pensar grande e não desistir é crucial!

  • http://www.cursosdynamo.com.br/ Luana Caldas – CursosDynamo

    Muito vom, aprendemos muito com desenhos.
    Esses dias queria explicar sobre empatia com clientes e coloquei a Bela e a Fera para o pessoal assistir.

  • Marcos Paulo Pereira

    Muito foda ! Também é interessante como não prestamos atenção em detalhes tão simples. Uma empresa ta com esse lance do cerebro,https://www.omnity.io/ ; Eles querem comprar o Google. vai duvidar ?

  • Lucas Zavan

    Olá à todos. Concordo muito com o que o Murilo falou. Mas enquanto escutava o cast surgiu o seguinte questionamento. “Ok, mindset de pensar grande é o que há. MAS, não posso cair no erro de, sempre estar propondo pra mim e meu grupo metas proibitivas”. Correto?!

  • César Farneze

    O que fica como insight para mim é justamente o fato do Cérebro encarar cada fracasso como um passo mais próximo do sucesso. Ou seja, se ele não conseguiu dominar o mundo aquele dia, pelo menos ele tinha aprendido uma forma de como “não dominar o mundo”. Uma hora ele consegue!! E todos nós também podemos!! E ai galera? O que vamos fazer amanhã? O mesmo de todos os dias..Tentar dominar o mundo!

  • http://www.miseixas.com Michelle Seixas

    Ter um sonho grande dá o mesmo trabalho de ter um sonho pequeno, como diz o Lemann :) A gente aproveita e cresce no caminho.

  • Ramid Medeiros

    Excelente sacada! A persistência é uma das chaves para encontramos o caminho do sucesso. O Brasileiro tem a cultura imediatista, quer ter resultados rápidos, sem pagar o preço, não insiste, não persiste e desiste diante os primeiros desafios e coloca a culpa na “Dilma”. Vamos mudar essa mentalidade!!

  • Marcio Ramos

    Foda mano, pior que é isso mesmo. Se pensarmos pequeno sempre seremos um reflexo menor que nossos objetivos.
    Vamos lá dominar esse mundão véio !!! hahaha

  • Jonathan Mordax

    Aprender a gerar as frustrações, foi a parte que mais me marcou. Assistia esse desenho quando era criança e nunca tinha visto por esse lado. Muito obrigado murilo por sempre me fazer pensar e me influenciar. Valeu papai.

  • Lucas Machado

    Muito foda a parada de gerenciar frustrações! Aí onde entra a inteligência emocional citada pelo Murilo em alguns videos!

  • Kelvin Maués’

    Fala Murilo, Fala papai, Fala Gun’s!
    Vivo na capital de meu estado, Belém, quase ou uns 4 anos. Sou do interior, da ilha do Marajó, lááááááá em cima do mapa. E nesses 4 anos, foram e ainda são muitas horas de ônibus, se movimentando, todos os dias vendo pessoas novas, estranhas, que olham para a direita ou para a esquerda pensando em alguma coisa é claro. E geralmente, me pego observando essas pessoas, e me questiono ao ponto de ficar minutos criando várias perguntas em minha cabeça. A principal é, “Como eu posso impactar ou fazer essas pessoas olharem para sua esquerda ou direita só que agora a partir de uma nova perspectiva?”, não da minha perspectiva, só que a delas combinada com alguma coisa que vai melhorar ou até ser disruptiva! Sacas? Meio louco não?

  • Pablo Margreff

    Uma coisa que o Murilo bate bastante na tecla é sobre o poder do exponencial, mas isso é a verdade absoluta? Acabei escrevendo sobre no meu blog -> https://pmargreff.wordpress.com/2016/09/11/por-que-a-inteligencia-artificial-nao-ira-acabar-com-o-mundo/

GunCast © 2015