Oi! Vamos começar a semana com um bom bate-papo?

Nesse episódio, temos a participação da Daniela, e seu quase DaniCast, onde Murilo discorre sobre uma frase que veio de brincadeira, mas que foi possível aprodundar para gerar alguns insights;

Se fosse fácil, todo mundo seria Sabrina Sato.

Aperta o play aí, e tenha uma excelente semana 😉

 

Nesse episódio, foram capturados 2 insights:

“Não pode ser fácil, se não todo mundo faria.”
“O harwork tem que ter direção.”

  • João Guilherme

    “Se fosse fácil todo mundo era, se fosse perto todo mundo iria, e se fosse raso ninguém se afogava”

    Ouvi isso do pai de um amigo, e descobri que vem de uma música de Zé Ramalho – Filhos do Câncer

  • Matheus Monteiro Avelino

    Cara, esse episódio me fez perceber uma coisa.
    É impossível definir qual a sensação de ter sucesso.
    Quando estava fazendo vestibular, eu perguntava para algumas pessoas que faziam faculdade: “Cara, qual a sensação de passar na faculdade?”
    Vários me responderam: “Cara, não tem como descrever.”
    E realmente não tinha como, saca? E nem tem.
    Hoje fico pensando isso. Meu objetivo de vida é montar uma escola que quebre todos os padrões de escola atuais, mas eu quero fazer isso no ano de 2034, quando eu tiver 40 anos.
    Eu sempre fico pensando em como vai ser o dia que eu estiver no pátio e as crianças correndo pela escola e eu pensar: “Cara, todo o hardwork me fez estar aqui. Depois de décadas de hardwork, eu cheguei onde queria.”
    Mas é estranho porque não tem como eu sequer IMAGINAR qual será o meu sentimento.
    E aí eu vejo caras como você, o Geronimo Theml e outros caras que admiro (e fazem parte do círculo de 5 pessoas que eu mais convivo) e fico pensando o quão maneiro deve ser estar na pele de vocês, que estão realizando coisas que eu quero (não exatamente, mas de forma semelhante), mas jamais sentirei o que vocês sentem, porque quando eu chegar ao meu objetivo eu vou sentir algo que não vou conseguir explicar pra ninguém.
    Enfim, me alonguei muito hahahhaha mas esse episódio me fez refletir muito sobre isso.
    Grande abraço, Gun!

GunCast © 2015