Oi, como está?!

Nessa sexta-feira, voltamos com a curadoria de algum conteúdo interessante que orbita em algum dos nossos meios de comunicação.

Hoje, o assunto é Problema de Tempo, que você também pode encontrar no canal do Murilo no Youtube.

Inclusive, se quiser assistir também no Youtube, aqui está:

 

Nesse episódio, foram capturados 3 insights:

  • “Tempo é uma questão de prioridade.”
  • “Pra você não correr o risco de ter como prioridade as coisas importantes que os outros estabeleceram, que a sociedade estabeleceu, e você não ter clareza do que é importante para você.”
  • “Que imagem de futuro, daqui a 5 à 10 anos – nem tão longe, nem tão perto – você quer montar?”
  • “Escolher é focar, focar é abdicar, abidicar é perder.”

  • http://www.projetopotencia.org/ Varlei Xavier Nogueira

    Fala, Papai!
    Seguindo meu exercício de reflexão detonado pelo seu conteúdo e seu podcast e escolhendo investir meu tempo desta forma.

    Fiquei aqui pensando em quanto a gente gasta tempo fazendo absolutamente nada. Ou pior, fazendo algo que não gere valor a nós mesmos ou não nos movimenta. Às vezes, por preguiça, acabamos não aprendendo coisas, não criando ou não tendo ideias pelo simples fato de escolhendo “não fazer”. Pior que não escolher também é uma escolha, embora às vezes insciente. Ficar parado olhando para dois caminhos sem tomar nenhum dos dois, é escolher a inércia à possibilidade de movimento. Então, cacete, se a gente está o tempo todo escolhendo e perdendo, o ideal é que a escolha que fazemos seja a escolha que vai nos trazer resultados mais positivos, ou mais alinhados com nossos propósitos ou objetivos. Parece racionalmente óbvio, mas na prática a teoria é outra. Preciso melhorar bastante nisso.

    Mais um exemplo pessoal: sempre odiei lavar louça. Achava um saco, uma perda de tempo. Minha esposa, ao casarmos, não quis comprar lavadora de louças dizendo que as lavaria, mas ao longo do tempo, na divisão de tarefas ela deixou de fazer priorizando outras tarefas e eu escolhi deliberadamente a louça. Foi então que algo mudou. Toda louça que eu preciso lavar, eu lavo ouvindo um podcast, um vídeo no youtube ou um audiobook. E é incrível como este ato, além de ganhar um outro significado pra mim, passou a me levar para um universo paralelo. Ali na pia, naquela relação com a água fria e água quente, passei a ter mais clareza de algumas coisas e o tempo nesta atividade, que antes demorava a passar, começou a voar. Minha percepção mudou absurdamente.
    Esse lance de como usar essa moeda valiosa e escassa que é o tempo, ainda está ecoando por aqui.

    Se tiver mais alguma reflexão a respeito, volto neste post para compartilhar.

    Beijo na testa.

  • Igor Sabino

    Fala, papai! Acompanhando toda essa historia do REVOAL, lembrei das reuniões de grupos da faculdade e sempre fazemos um REVOAL antes de discutir um artigo ou até mesmo antes de fazer uma prova.
    Eai, estive cá pensando, se em vez de fazer só anotações ou resumos em folhas de artigos científicos que lemos e conteúdos de provas, fizéssemos um REVOAL, creio que seria adicionado ai uma nova camada de impacto para um determinado tema, podendo ser criado uma espécie de uma audio-biblioteca.

    Ja pensou, uma audio-biblioteca de assuntos de uma determinada área e/ou até mesmo de artigos científicos, no caso da minha área que é a nutrição, seria bastante util.

    valeu AK-47

  • Claudio de Almeida Neto

    Caríssimo Murilo Gun,
    Primeiro quero agradecer pela ajuda que você, todos os dias, me dá, de alguma forma por alguns de seus canais de comunicação. Todo dia escuto você em algum deles.
    Um método que uso, nesse momento de relacionamento virtual contigo, é ter na minha frente um template da matriz swot (no caso a swot pessoal). Assim, durante o tempo que eu vou te ouvindo, vou preenchendo os campos com as minhas forças, meus pontos de melhoria (que substituí pelos pontos fracos), as oportunidades e ameaças que os ambientes e as pessoas podem me oferecer, com relação ao assunto porposto. Isso tem dado muito certo na minha vida.
    Fiz uma migração de carreira, faz dois anos, quando me aposentei da vida policial para me tornar um coach. Nessa migração eu precisei me reinventar (aos 55 anos), daí, seguindo uma de suas dicas, comecei relacionar meus curadores. Você é um dos eleitos. Você não sabia, mas agora sabe, está na minha assessoria pessoal (kkk). Se falar merda, tá demitido! (kkk)
    Quanto ao assunto que você tratou aqui (21/8/17), das plausibilidades que tratamos de criar para não fazer as coisas que precisam ser feitas, dentre elas a falta de tempo, outra é o trânsito caótico, também motivo de muitas desculpas, ofereço uma sugestão de leitura, caso ainda não conheça, que é o livro “Como salvar uma hora todos os dias”, de Michael Heppell. Muito bom livro e tem dicas e exercício bem interessantes para quem quer ter mais tempo, organizando a vida. Como fui militar quase 33 anos (me aposentei como coronel) tenho experiência em planejamento, organização, gestão de tempo, tarefa, etc. O livro veio me trazer mais clareza sobre tudo o que eu aprendi experimentado (antes) no dia a dia.
    Vou encerrar por aqui. É a primeira vez que escrevo para uma celebridade e senti-me emocionado. Obrigado pela atenção. Tens minha admiração e respeito.
    Aceite meu abraço e desejo-lhe saúde, paz e amor.
    Sinceramente, Claudio.

GunCast © 2015