Chegou a Sexta-Feira com mais um conteúdo interessante escolhido do canal do Murilo para você escutar aqui no Guncast!

O que é viver ao máximo para você? Para o Murilo é aprender, e essa é a ideia compartilhada no episódio de hoje. Confere aí 😉

Nesse episódio, foram capturados 4 insights:

  • “Criar é combinar elementos do seu repertório numa combinação nunca antes feita, para gerar um resultado inovador, de preferência.”
  • “A melhor e mais barata forma de aprender, é com a vida.”
  • “Olhar e observar é diferente. Observar subentende que você percebeu de fato e extraiu como input para você.”
  • “O que vai diferenciar as pessoas no futuro não é o que elas aprenderam no passado, e sim o que elas continuam aprendendo a cada dia.”

E se você quiser assistir o vídeo no Youtube, aqui está:

 

  • http://www.projetopotencia.org/ Varlei Xavier Nogueira

    Opa, semana corrida. O episódio saiu na sexta e eu ainda não tinha conseguido comentar. Mas ainda dá tempo para mais uma reflexão.

    Aprender, para mim, é algo viciante. É muito louco quando a gente abre os filtros adquire nossos inputs. Podcast para mim também é algo fundamental neste processo. Este episódio, por exemplo, ouvi enquanto eu lavava louça.

    Essa questão de estar aberto para novos inputs é foda mesmo. Há uns 5 anos atrás, estava com os adolescentes do Brinquedo Torto, meu grupo de Teatro Estudantil, e decidi fazer uma dinâmica sobre valores. A atividade foi tão potente que ela nos ajudou a construir os 5 valores do grupo: Respeito, União, Garra, Disciplina e Amor. Eles passaram a guiar toda a nossa prática.

    Desde o final de 2015, por conta do Doutorado Informal, venho estudando economia criativa, conheci as ideias da Lala Dehenzelin e a Fluxonomia 4D. Achei o tema incrível e já tinha muita ideia incubada a respeito. Dia desses, ao ouvir uma das palestras dela, enquanto lavava a louça, tive mais um insight quando ela falou sobre economia multimoedas. “Cara, vou criar uma moeda social”. A molecada que faz parte do grupo este ano, estava meio sem iniciativa e eu precisava de algo que, no bom sentido, chacoalhasse todos eles.

    Criei então o “Torto” (T$), nossa experimento de moeda social. E como ela funciona? Simples: T$1,00 (um torto) é gerado através da combinação de 4 valores: 1 de Respeito, 1 de União, 1 de Garra e 1 de Disciplina, que podem ser adquiridos vindo aos ensaios e fazendo o que precisa ser feito: estudar o texto e o personagem, passar as cenas, repetir até ficar bom e/ou diferente… É como um pagamento pelo dia do trabalho, mas com valores que norteiam a atividade do grupo. Da mesma forma, caso algo não saia como o esperado, o feedback é imediato: pois se algo não for cumprido, oode se deixar de ganhar um ou mais valores, dependendo do ocorrido. Também temos a joia, a pedra preciosa, ou as “barras de ouro, que valem mais que dinheiro”. Neste caso, é o AMOR, que é entregue para quem tiver atitudes e comportamentos tão especiais que não podem ser medidos pelos valores básicos. O amor tem valor variável, pois é para atitudes únicas. E pode ir de T$1,00 ao infinito.

    Durante a temporada, que começa agora em Setembro, a molecada vai poder trocar seus Tortos, por descontos, ingressos grátis e entradas preferenciais de familiares para assistir ao espetáculo deles. Também poderão comprar lugares preferenciais no ônibus durante a viagem que faremos no fim de outubro.

    Foi bem legal ver como este sistema transformou meu feedback em algo tangível. Isso fez com que a performance do grupo melhorasse significativamente. Mas a ideia da moeda só foi possível por conta dos filtros abertos e dos inputs anteriores. E de uma pilha de louça que estava na pia, claro. Quem foi que disse que “viver ao máximo”, não pode ser também lavar louça, é ou não é?

    Bj na testa.

    • murilogun

      uauu! que massa!

  • Regina Saint’Clair Velasco

    Enquanto me arrumo para ir para o trabalho escuto sua live Bom dia. Sou Assistente Social e escuto o Guncast quando estou no trânsito indo realizar uma visita domiciliar ou me deslocando para outras cidades em que trabalho. Estou escutando os novos e os antigos conteúdos e fico encantada com a riqueza contida neles. Sou muito grata por me proporcionar tantos aprendizados. Também amei as participações da Dani, do Seu Vital, da Tania Mujica, do Paulinho Serra e demais convidados.

GunCast © 2015